Hospital de Cirurgia Plástica
(18) 99629-4826 (18) 3323-5600
15 de maio de 2020

A importância de estar com boa saúde antes da cirurgia plástica

A seguir explicamos melhor o que é ter uma boa saúde e como o médico avaliará esse quesito e qual a importância dele para a cirurgia plástica.

 

Qual a importância da saúde antes de um procedimento cirúrgico?

Não apenas no caso da cirurgia plástica, mas preferencialmente antes de qualquer intervenção cirúrgica é preferível que a paciente esteja com um quadro de saúde estável.

Um bom estado de saúde minimiza as chances de problemas no centro cirúrgico e também durante a recuperação da paciente, o que não significa que pacientes com doenças prévias controladas, como a diabetes, não possam fazer a cirurgia.

Algumas dicas sobre cirurgia plástica garantem que a paciente esteja com um bom estado de saúde previamente, aumentando a segurança do procedimento e tornando o pré-operatório mais completo. Conheça a seguir!

 

1. Apresentar todo o histórico clínico para o cirurgião plástico
É fundamental que a paciente informe ao cirurgião plástico todo seu histórico clínico antes do agendamento da cirurgia plástica.

É preciso falar sobre cirurgias prévias, alergias, complicações em processos de cicatrização, tendências familiares (como histórico de problemas respiratórios ou cardiovasculares), doenças prévias, entre outros.

Além das questões físicas, a saúde psicológica também é avaliada, de forma que o cirurgião plástico vai questionar sobre as motivações da paciente e também quais as expectativas com o procedimento.

É fundamental não esconder questões pré-existentes nesse momento, pois a paciente pode se colocar, desnecessariamente, em risco ao omitir informações de saúde do médico responsável.

 

2. Realizar os exames pré-operatórios
Além do histórico médico, o cirurgião plástico também vai solicitar uma série de exames que permitam identificar detalhadamente o estado de saúde da paciente. Entre os exames pré-operatórios realizados incluem-se:

Hemograma: verifica a quantidade de hemácias, leucócitos e plaquetas;
Coagulograma: analisa a capacidade de coagulação sanguínea, determinando os riscos de hemorragia e sangramento durante o procedimento;
Glicemia em jejum: identifica os níveis de glicose no sangue, visto que alterações podem colocar a vida da paciente em risco e prejudicar a cicatrização;
Dosagem de ureia e creatinina no sangue: indica se os rins estão funcionando corretamente;
Dosagem de anticorpos: avalia a capacidade do sistema imunológico e possíveis alergias;
Exame de urina: avalia se existem alterações renais e possíveis infecções;
Eletrocardiograma: exame cardíaco que avalia a atividade elétrica do coração.

Dependendo do procedimento a ser realizado, o médico ainda pode solicitar exames de imagem e também exames adicionais, como o exame físico em caso de pacientes da terceira idade.

 

3. Adotar bons hábitos previamente
Entre os bons hábitos destacam-se:

• Alimentar-se corretamente deixando a dieta mais nutritiva e balanceada;
• Realizar exercícios físicos, especialmente aqueles que apresentam benefícios cardiovasculares como caminhada, corrida e natação;
• Reduzir o estresse e garantir boas noites de sono;
• Fazer controle do peso, alcançando o peso ideal antes da cirurgia;
• Cortar o uso do tabaco e de bebidas alcoólicas.

Com essas recomendações, a paciente chega ao momento da cirurgia com melhores condições de saúde, o que torna a intervenção mais segura.

 

Quais os riscos de não estar com boa saúde antes da cirurgia plástica?

Complicações cirúrgicas: as chances de complicações cirúrgicas são maiores, podendo ocorrer ainda no centro cirúrgico e, inclusive, inviabilizar a conclusão do procedimento estético;
Maior tempo de repouso: caso haja alguma complicação ou mesmo se o sistema imunológico não estiver fortalecido a paciente pode demorar mais tempo para se recuperar, com prejuízos ao processo de cicatrização e retomada das atividades.
Estar com boa saúde antes da cirurgia plástica é tão importante que mesmo se a paciente perceber sintomas de uma gripe ou infecção nos dias que antecedem a cirurgia deve avisar o médico responsável para avaliar a segurança do procedimento.

 

Seguindo as dicas e recomendações é possível ter um pré-operatório mais completo e que vai se refletir tanto em mais segurança durante a cirurgia como também um pós-operatório mais satisfatório.

 

Dr. Edélcio S. Shimabucoro
CRM-SP 79 890 | RQE 55563

 

Contato, agende sua consulta!
📱 (18) 99629-4826
  (18) 3323-5600

Deixe um comentário
Você também pode gostar
O anestesiologista na cirurgia plástica
+
O anestesiologista na cirurgia plástica

Entenda sua importância. Quando falamos sobre procedimentos cirúrgicos, é impossível não lembrarmos das anestesias. Nesse texto, vamos abordar um pouco mais ...

17 de abril de 2020
Tipos de Cicatrizes que podem ser Corrigidas com Cirurgia Plástica
+
Tipos de Cicatrizes que podem ser Corrigidas com Cirurgia Plástica

Conheça um pouco do processo de reparo de cicatrizes e saiba se a sua cicatriz pode receber esse tipo de procedimento.   O que é cicatriz? Cicatriz é o ...

27 de julho de 2020
Diferença na altura do colo mamário após mamoplastia
+
Diferença na altura do colo mamário após mamoplastia

Algumas vezes podem acontecer diferenças na altura do colo mamário após uma mamoplastia de aumento. Saiba agora por que isso acontece, e que tipo de paciente ...

19 de junho de 2020