Hospital de Cirurgia Plástica
(18) 99629-4826 (18) 3323-5600
15 de setembro de 2016

Anestesia: As dúvidas e medos mais comuns.

“Doutor eu não tenho medo da cirurgia, eu tenho medo é da anestesia!

É muito frequente se ouvir a frase acima de pessoas que tem uma cirurgia pela frente. No entanto há muitos mitos e preconceitos quando o assunto é anestesia. Por isso, esta publicação traz uma entrevista exclusiva com a Dra. Cristiane Vargas Balleroni Shimabucoro, que é médica especialista em anestesiologia no Hospital de Cirurgia Plástica Fontana Della Gioventú.

Doutora, para ser anestesista precisa fazer faculdade de medicina?

DRA. CRISTIANE: A anestesia é uma especialidade médica com mais de 50 anos de existência. Para ser um anestesista é necessário cursar seis anos de faculdade de medicina e depois disso ainda realizar uma residência médica em anestesiologia, que dura mais três anos, para estar capacitado a realizar uma anestesia. O anestesista não só administra os anestésicos, é ele quem controla as funções dos órgãos vitais incluindo os batimentos cardíacos, pressão sangüínea, respiração e oxigenação do sangue. Permite que você seja operado sem sofrimento e com segurança, mesmo que você não perceba ou não se lembre de nada depois.

Por que as pessoas têm tanto medo da anestesia?

DRA. CRISTIANE: Acredito que os dois principais fatores são o medo do desconhecido e as notícias sensacionalistas dos raríssimos casos de graves complicações. Gosto de comparar ao medo de andar de avião. Quem nunca o fez morre de medo e muitos que viajam com frequência também ficam estressados. No entanto, milhares de vôos acontecem todos os dias com segurança e tranquilidade e somente quando acontece um muitissimamente raro acidente isso é noticiado de uma forma bombástica fazendo com que as pessoas criem um temor desproporcional. Acredito que o melhor antídoto para o medo da anestesia é realizar uma avaliação pré-anestésica com um médico anestesiologista qualificado. Este bate papo obrigatório proporcionará explicações e orientações que certamente reduzirão os seus medos e a sua ansiedade além de permitir que o médico anestesista examine o paciente e obtenha informações de sua saúde que são de fundamental importância para realizar o ato anestésico.

SAIBA QUAIS SÃO OS TIPOS DE ANESTESIA

Local
Como o próprio nome diz o anestésico age diretamente no local onde é aplicado. Pode ser associada à sedação, onde o paciente dorme e não vê a aplicação da anestesia.

Regional
Quando apenas uma região do corpo é anestesiada. Com anestesia regional você pode ficar dormindo ou acordado, conforme a conveniência, embora parte de seu corpo fique anestesiada. Exemplos de anestesia regional são a peridural e a raqui (aplicada nas costas). Na raqui, por exemplo, o paciente fica com toda a área do abdome, região lombar e pernas adormecidas.

Geral
Os medicamentos são aplicados na veia e o paciente dorme, ficando num estado de total ausência de dor e outras sensações durante a operação.

Quem escolhe o tipo de anestesia? É o paciente, o anestesista ou o cirurgião?

DRA. CRISTIANE: O ideal é que essa escolha atenda o desejo dos três, mas entendemos que devido ao paciente ser leigo muitas vezes limita a sua capacidade de escolher a melhor indicação. A melhor anestesia é a que vai oferecer acima de tudo maior segurança para o paciente e ao mesmo tempo permita que o cirurgião possa realizar o seu trabalho com tranquilidade.

Posso levantar a cabeça ou usar travesseiro depois de tomar raqui?

DRA. CRISTIANE: Sim, esta história de repouso sem erguer a cabeça surgiu antigamente quando não se sabia ao certo a causa da cefaléia (“dor de cabeça”) pós-raqui. Hoje sabemos que além de sua incidência ser baixa, 2%, o fato de ficar deitado não previne seu aparecimento já que as causas não estão relacionadas com o decúbito.

“Os riscos existem, em todos os tipos de procedimentos. No entanto, a chance de acontecer um evento grave durante cirurgia em decorrência da anestesia, em pacientes saudáveis, é muito pequena. Isso em razão dos recursos disponíveis cada vez mais avançados, conhecimento e medicamentos, o que torna a anestesia cada vez mais segura. O Anestesista é o seu guardião antes, durante e após uma cirurgia. ”, finaliza Dra. Cristiane.

Deixe um comentário
Você também pode gostar
Prótese de Silicone Grande pode Gerar Problemas nas Costas?
+
Prótese de Silicone Grande pode Gerar Problemas nas Costas?

A mamoplastia de aumento é uma das cirurgias plásticas mais realizadas entre as mulheres. A colocação da prótese de silicone está associada ao aumento da ...

18 de junho de 2021
Tipos de Cicatriz da Abdominoplastia
+
Tipos de Cicatriz da Abdominoplastia

A cicatriz da abdominoplastia vai depender principalmente de qual técnica cirúrgica será implementada no paciente, em busca de trazer resultados diferenciados. ...

18 de dezembro de 2020
Já pensou em presentear alguém com um procedimento estético?
+
Já pensou em presentear alguém com um procedimento estético?

Escolher um presente diferente e empolgante é difícil para muitas pessoas, pois queremos sempre escolher algo que represente todo o amor, atenção e dedicação ...

19 de fevereiro de 2021