Hospital de Cirurgia Plástica
(18) 99629-4826 (18) 3323-5600
6 de janeiro de 2016

Antes e depois da Cirurgia de Orelha de Abano

É comum encontrar homens e mulheres que se sentem incomodados com o tamanho e formato de suas orelhas. Esse formato, que geralmente costuma ser diferente do normal pela sua má formação é conhecido como orelha de abano. A orelha de abano caracteriza-se em geral pela falta de “dobras” na cartilagem e muitas vezes pode estar associada a uma espécie de concha que se forma e também um ângulo muito aberto em relação a sua cabeça.

Para corrigir essa má formação da orelha de abano a pessoa pode realizar a cirurgia que é chamada de otoplastia. A otoplastia é a cirurgia que permite realizar a correção destas alterações, visando a formação da anti-hélice que caracteriza-se por ser uma eminência do pavilhão da orelha ou a dobra que é feita internamente na orelha. Além disso, ao fazer otoplastia a orelha da pessoa passa a se unir a face posterior, diminuindo sua distância da cabeça.

De certo modo, alguns especialistas indicam que a melhor idade para fazer a cirurgia de correção da orelha de abano é ainda na infância, basicamente a partir dos 6 anos. Isso ocorre porque a recuperação tende a ser mais rápida e a criança ainda não iniciou o período escolar, evitando constrangimentos, porém se a pessoa já tem idade mais avançada também poderá realizar a otoplastia.

Antes da Cirurgia de Orelha de Abano

Antes de realizar a cirurgia de orelha de abano é realizada no paciente uma avaliação médica que permita identificar quais os problemas em sua orelha e poder programar quais os métodos a serem realizados no procedimento. O médico responsável precisa ser especializado em otoplastia para garantir ao certo a correção da orelha. Geralmente, a cirurgia passa a ser realizada por um cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

O preparo para a cirurgia de orelha de abano ocorre a partir de exames do qual o médico irá solicitar, sendo geralmente exames de sangue compostos por hemograma e coagulograma completos, e o eletrocardiograma. Depois dos exames o médico passa a avaliar os resultados para saber se o paciente encontra-se apto para realizar o procedimento cirúrgico. Para a cirurgia são aconselhados interromper os remédios que altere a coagulação do sangue.

Durante e Depois da Cirurgia de Orelha de Abano

O paciente recebe uma anestesia local com sedação para realizar a cirurgia de orelha de abano e a partir disso realiza-se uma incisão atrás da orelha e vai até a dobra natural da pele para retirar o excesso de pele. Logo depois é feito o ligamento da cartilagem que a deixará mais flexível, sendo que há os casos onde há retirada de cartilagem para diminuição da orelha. Feito isso, o cirurgião faz os pontos de fixação que darão uma nova anatomia da orelha.

A cirurgia termina com pontos internos e absorvíveis. O paciente poderá ter que esperar cerca de oito a doze horas internado, sendo que todos seus curativos terão como base a aplicação de pomada cicatrizante e gaze. Esse gaze será retirado após cerca de 24 a 48 horas pelo médico. Para evitar as dores – que são raras, há apenas uma sensação incomoda – os médicos prescrevem analgésicos e indicam a importância de não coçar a região.

Deixe um comentário
Você também pode gostar
Quando devo iniciar os cuidados de prevenção as rugas?
+
Quando devo iniciar os cuidados de prevenção as rugas?

Saiba qual o momento ideal para começar a cuidar da sua pele para retardar os sinais do envelhecimento Tão temida pelas mulheres, as rugas e linhas de expressões ...

2 de julho de 2020
Medidas de segurança implementadas pelo HFDG CIRURGIA PLÁSTICA para evitar a disseminação do COVID-19
+
Medidas de segurança implementadas pelo HFDG CIRURGIA PLÁSTICA para evitar a disseminação do COVID-19

1 – Sem filas – Pacientes agendados com horários espaçados! Como já sabemos, o Coronavírus (covid-19) é transmitido através de contato com pessoas ou ...

19 de março de 2020
Depressão Trocantérica (Quadril)
+
Depressão Trocantérica (Quadril)

Seu bumbum tem um aspecto “chupado” nas laterais? Conheça as opções para corrigir a depressão troncatérica.   Talvez você nunca tenha ouvido falar em ...

25 de junho de 2020