Hospital de Cirurgia Plástica
(18) 99751-2538 (18) 3323-5600
25 de janeiro de 2016

Como funciona a Ritidoplastia?

Uma pessoa que se sente incomodada com os sinais de envelhecimento no rosto pode se valer da cirurgia plástica para resolver o problema. A cirurgia de rejuvenescimento facial, conhecida como ritidoplastia, é um procedimento indicado para melhorar os sinais do rosto, eliminando rugas e flacidez da pele, retirar os vincos existentes sob as pálpebras ou vincos ao longo do nariz, que se estendem até a boca.

A ritidoplastia também pode recolocar a camada de gordura existente sob a pele em seus devidos lugares, eliminar a popular “papada”, corrigindo os problemas criados pela perda do tônus muscular na parte inferior da face e reduzir o excesso de gordura que geralmente surgem sob o queixo e a mandíbula, além de eliminar a pele frouxa.

Os procedimentos cirúrgicos da ritidoplastia podem ser executados juntamente com o lifting de face, corrigindo a flacidez ou a testa franzida, ou mesmo fazendo a correção da pálpebras, para rejuvenescimento dos olhos.

Por que fazer a ritidoplastia?

O processo de envelhecimento é natural para qualquer pessoa. A pele perde sua elasticidade com o passar dos anos, aumentando a flacidez cutânea e modificando o contorno facial, trazendo alguns resultados nada agradáveis, como o sulco que desce ao lado do nariz, formando o conhecido “bigode chinês”, ou provocando a perda do contorno da mandíbula, quando os tecidos faciais ficam caídos, dando à pessoa uma aparência ás vezes até mais envelhecida do que ela realmente seja.

A ritidoplastia pode eliminar as rugas profundas da bochecha e a depressão que surge na área das maçãs do rosto, fazendo com que a expressão da pessoa fique cansada ao redor dos olhos.

A ritidoplastia feita com as técnicas atuais não distorce e nem estica os cantos da boca e dos olhos, já que não é uma cirurgia plástica como realizada antigamente. Os novos conceitos criados pela cirurgia plástica fazem da ritidoplastia um procedimento totalmente personalizado, reposicionando as estruturas internas do roso, como os músculos, ligamentos e gordura, sem criar tração excessiva para a pele.

Na ritidoplastia é possível mostrar um envelhecimento muito mais natural, mantendo a suavidade das linhas do rosto e do contorno da face, dentro de um planejamento pré-operatório minucioso, realizado com a análise de fotos atuais e passadas, da distribuição e da posição dos tecidos, da qualidade da pele, do grau de flacidez cutânea e da própria estrutura óssea do rosto.

O procedimento deve ser feito em ambiente hospitalar, disponibilizando o CTI para suporte e dá maior segurança, tanto para o paciente quanto para seus familiares.

A ritidoplastia é o procedimento indicado para deixar a pele do rosto com aparência mais jovem, criando um semblante mais leve, mas não é capaz de criar uma aparência diferente ou restaurar a saúde e vitalidade da pele. A ritidoplastia pode ser feita com mulheres na faixa etária entre 40 e 60 anos, mas nada impede que pessoas de mais idade se submetam a ela.

Homens também podem fazer o procedimento, mas os cuidados são outros, uma vez que os homens têm barba e predisposição à calvície, devendo utilizar técnicas mais específicas para minimizar a ocorrência de cicatrizes, que podem ficar aparentes.

Deixe um comentário
Você também pode gostar
Cuidados essenciais no pós-cirúrgico de Aumento das Mamas
+
Cuidados essenciais no pós-cirúrgico de Aumento das Mamas

  Como qualquer cirurgia, o aumento das mamas requer diversos cuidados no pós-operatório que devem ser seguidos rigorosamente para alcançar um bom resultado ...

29 de outubro de 2019
Quanto custa uma cirurgia plástica?
+
Quanto custa uma cirurgia plástica?

Para saber o valor de uma Cirurgia Plástica, você precisa passar por uma avaliação presencial com um Cirurgião Plástico especializado. Essa consulta é ...

13 de agosto de 2019
Prótese de silicone: o que você precisa saber!
+
Prótese de silicone: o que você precisa saber!

Quando decidimos colocar uma Prótese de Silicone, o antes e depois é algo que provoca muitos questionamentos. Mas as principais dúvidas com certeza são em ...

4 de abril de 2019