Hospital de Cirurgia Plástica
(18) 99629-4826 (18) 3323-5600
28 de novembro de 2016

Lipoaspiração dez motivos para “NÃO” fazer!

Lipoaspiração é uma cirurgia plástica para retirar gordura onde se utiliza finas cânulas (que variam de 1mm a 6mm de diâmetro) para aspirar a gordura localizada abaixo da pele por pressão negativa (vácuo).

Nas últimas décadas foram aparecendo variações técnicas como a vibrolipo, lipo a laser, lipoaspiração ultrassônica, mas que apesar das diferentes denominações não deixam de ser, na essência, uma lipoaspiração.

Alguns anos atrás a lipoaspiração atingiu o seu auge aqui no Brasil chegando a figurar como a cirurgia plástica mais realizada no nosso país, mas junto com esta estatística, vários casos de mortes começaram a ser divulgados na mídia.

Preocupados com isso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) em associação com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) lançou normas para aumentar a segurança deste procedimento médico.

Hoje, podemos afirmar que a lipoaspiração é uma cirurgia segura desde que realizada dentro de parâmetros técnicos pré-estabelecidos, por profissional capacitado e sempre realizada em hospital com recursos e equipamentos adequados.

Segue abaixo dez motivos para “não” se fazer uma lipoaspiração:

1) Quando o profissional não for um cirurgião plástico. Esse procedimento, que num primeiro momento pode parecer simples para alguns, pode causar lesões graves em mãos não habilitadas. A lipoaspiração é considerada um procedimento cirúrgico e como tal deve sempre ser realizada por um médico cirurgião que tenha passado por um rigoroso treinamento.

2) Obesos, índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 30. Uma das normas de segurança é não aspirar volume maior que 7% do peso corporal, no entanto num obeso, esse índice vai representar um imenso volume de gordura que sempre é acompanhado de perda sanguínea. Também é comum o obeso apresentar outras doenças associadas a própria obesidade, que por si só, já aumentam os riscos de complicações.

3) Quando a área do corpo que será lipoaspirada está coberta por uma pele com evidentes sinais de flacidez. A retirada da gordura vai piorar a flacidez da pele e certamente o resultado estético será catastrófico. Isso é muito comum em abdome que já passou por várias gestações e apresentam flacidez e estrias.

4) Quando o peso corporal não está estabilizado. Não adianta investir numa lipoaspiração se você está com o peso totalmente fora de controle, ou seja, a cada dia a balança registra um peso maior. A lipoaspiração não é um método de emagrecimento, nem a solução definitiva para perder peso e ficar magro. Se engordar volta a acumular gordura!

5) Em abdome com predomínio de gordura visceral. Na região abdominal o aumento do volume nem sempre é decorrente de excesso de gordura subcutânea (localizada logo abaixo da superfície da pele), em algumas pessoas, o excesso de gordura está localizado na parte interna do abdômen junto com as vísceras (órgãos localizados na cavidade abdominal). Essa gordura, chamada de gordura visceral não é “lipoaspirável” sob o risco de perfuração dos órgãos.

6) Em abdome que apresente hérnias na parede abdominal. Um rigoroso exame clínico e ultrassonográfico deve ser realizado pelo médico. A cânula pode acidentalmente ter acesso a cavidade abdominal pelo orifício da hérnia ou até mesmo perfurar alguma estrutura que estiver saindo pela hérnia.

7) Quando as áreas a serem lipoaspiradas ultrapassarem 40% da área corporal ou volume de gordura ultrapassar 7% do peso corporal ou ainda quando a cirurgia for demorar mais do que 6 horas.

8) Quando as condições da anestesia não forem ideais. Algumas pessoas leigas acham que a anestesia mais segura é a local. No entanto como na lipoaspiração utiliza-se altas doses de anestésico local há risco de intoxicação que pode causar convulsões, arritmia e até parada cardíaca. Muitas vezes há outras anestesias mais seguras. Vale lembrar que é obrigatório, por motivo de segurança, a presença de um médico anestesista.

9) Se estiver com algum problema de saúde. Por se tratar de um procedimento estético, a lipoaspiração deve sempre ser realizada em condições ideais de saúde, isso vale inclusive para sua saúde mental. Não faça se estiver passando por período de turbulência emocional, “stress” ou depressão.

10) Quando as expectativas não forem realistas. É muito importante esclarecer suas dúvidas e se certificar que o resultado a ser alcançado vai realmente atender às suas expectativas.

Deixe um comentário
Você também pode gostar
Por que alguns implantes de silicone ficam divergentes?
+
Por que alguns implantes de silicone ficam divergentes?

São muitas as mulheres que pensam em se submeter a uma cirurgia de aumento de mamas e se perguntam se tal intervenção pode também diminuir o espaço entre as ...

16 de março de 2020
Tendência da Cirurgia Plástica 2020
+
Tendência da Cirurgia Plástica 2020

Conquistar uma aparência bonita e mais natural, longe da artificialidade, é a maior tendência em cirurgia plástica para 2020.   Sobretudo, a mamoplastia ...

11 de fevereiro de 2020
Como perder o medo da cirurgia plástica?
+
Como perder o medo da cirurgia plástica?

Seja por saúde, estética ou bem-estar, várias pessoas optam por fazer procedimentos para mudar algo no corpo com o qual não estão satisfeitas. Apesar dessa ...

13 de fevereiro de 2020