Hospital de Cirurgia Plástica
(18) 99751-2538 (18) 3323-5600
25 de outubro de 2016

Mamoplastia Redutora – O que acontece durante a cirurgia?

A redução de mamas remove o excesso de gordura, o tecido glandular e a pele para atingir um tamanho de mama proporcional com o seu corpo e aliviar o desconforto associado com seios muito grandes. Seios excessivamente grandes podem causar, em algumas mulheres, problemas emocionais e de saúde. O peso do tecido mamário em excesso pode prejudicar sua capacidade de levar uma vida ativa. O desconforto emocional e o autoconhecimento, muitas vezes, associados a seios grandes e caídos, é um problema para muitas mulheres, pois podem causar desconforto e dor.

Procedimento Cirúrgico

O que acontece durante a cirurgia de Mamoplastia Redutora?

Etapa 1 – Anestesia

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante a cirurgia. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. Seu médico anestesiologista irá recomendar a melhor opção para você.

Etapa 2 – Incisão

Opções de incisão incluem:

  •  Incisão Periareolar: padrão circular em torno da aréola. As linhas de incisão que permanecem são visíveis e as cicatrizes permanentes, no entanto, geralmente ficam bem escondidas sob o maiô ou sutiã,
  •  Incisão Vertical: padrão de fechadura ou forma de raquete, com uma incisão ao redor da aréola e, verticalmente, para baixo, até o sulco da mama,
  •  Incisão em L ou T invertido: padrão de incisão em forma de T invertido ou de âncora.

Etapa 3 – Remoção do tecido e reposicionamento

Após a incisão, o mamilo (que permanece com seu suprimento sanguíneo original) é reposicionado. A aréola é reduzida através da excisão de pele no perímetro, se necessário. Tecido mamário subjacente é reduzido, levantado e modelado. Ocasionalmente, em casos de seios extremamente grandes e pendentes, o mamilo e a aréola podem precisar ser removidos e transplantados para posição mais alta no seio (mamilo enxerto livre).

Etapa 4 – Fechando as incisões

Aproximam-se as incisões para remodelar a mama, agora, em menor tamanho. As suturas são realizadas em camadas profundas dentro do tecido mamário para criar e sustentar os seios; suturas, adesivos, pele e/ou fita cirúrgica podem fechar a pele. As cicatrizes são permanentes, mas, na maioria dos casos, tendem a melhorar significativamente ao longo do tempo.

Etapa 5 – Resultados

Os resultados da cirurgia de redução de mama são imediatamente visíveis. Com o tempo, o inchaço diminui.

Pontos Importantes Sobre a Redução de Mamas

  •  Em primeiro lugar, a mulher que quiser fazer uma mamoplastia redutora deve estar dentro do seu peso ideal, para que o resultado seja harmônico em relação à sua silhueta. Além disso, a variação de peso pode interferir no formato das mamas. A mama é formada, principalmente, por glândulas e tecido gorduroso. As glândulas não voltam a crescer após a cirurgia, mas a gordura pode se acumular novamente caso a paciente tenha ganho de peso.

O procedimento retira as glândulas mamárias, vou poder amamentar?

Em alguns casos extremos, que chamamos de gigantomastia, e naqueles em que precisamos retirar o mamilo completamente para reposicioná-lo, a amamentação pode ficar prejudicada. Felizmente, na grande maioria dos casos, a amamentação acontece normalmente depois da cirurgia. Isso porque as glândulas não são totalmente retiradas no procedimento, e a mulher continua sendo capaz de produzir leite.

O tempo também é um fator importante neste quesito. Em geral, quanto mais tempo tiver passado depois da cirurgia, mais fácil será lactação. Por isso, é necessário informar ao médico o desejo de ter filhos, dessa forma, ele escolherá a técnica cirúrgica mais adequada. Para mulheres que têm filhos, a amamentação deve ser interrompida pelo menos dois meses antes da cirurgia.

  •  Outro ponto importante é a sensibilidade. Muitas mulheres temem perdê-la depois da cirurgia. Por causa das mudanças que as mamas sofrem depois de um procedimento como esse, é comum acontecer alguma alteração na sensibilidade. Mas é raro que esse efeito seja definitivo. Na imensa maioria dos casos, a perda da sensibilidade é mais intensa no início, e tende a diminuir com o passar dos primeiros seis meses, até voltar completamente ao normal.
  •  O pós-operatório é um momento de extrema importância. É fundamental que a paciente cumpra corretamente todas as instruções do cirurgião para essa etapa, especialmente o repouso. A volta ao trabalho e a retomada das atividades físicas só podem ser autorizadas pelo médico. Além disso, é preciso respeitar a maneira correta de dormir, sentar e se movimentar nos primeiros dias depois da cirurgia. Esses cuidados são essenciais para a cicatrização e recuperação da paciente.
  •  Por fim, é sempre bom lembrar que a conversa com o cirurgião e o esclarecimento de todas as dúvidas são essenciais para se obter uma cirurgia plástica de sucesso, além de respeitar, também, as necessidades do pós-operatório, ajudando, assim, a garantir melhores resultados.
Deixe um comentário
Você também pode gostar
Mini Abdominoplastia: Pra quem se destina?
+
Mini Abdominoplastia: Pra quem se destina?

Já pensou em fazer uma mini abdominoplastia? Será que esta cirurgia plástica na barriga é realmente capaz de remover o excesso de pele? Sofrer com uma barriga ...

16 de junho de 2019
Cuidados essenciais no pós-cirúrgico de Aumento das Mamas
+
Cuidados essenciais no pós-cirúrgico de Aumento das Mamas

  Como qualquer cirurgia, o aumento das mamas requer diversos cuidados no pós-operatório que devem ser seguidos rigorosamente para alcançar um bom resultado ...

29 de outubro de 2019
Prepare-se Para o Verão
+
Prepare-se Para o Verão

  Posso Fazer Minha Prótese de Silicone no Verão? Quanto antes você realizar a cirurgia, mais você poderá aproveitar seu novo biquíni neste verão! Mesmo ...

22 de outubro de 2019