Hospital de Cirurgia Plástica
(18) 99751-2538 (18) 3323-5600
25 de fevereiro de 2017

Próteses de Silicone: Por cima ou por baixo do músculo? Quem sabe um pouco das duas?

Além de escolher as próteses também é preciso escolher qual técnica será usada para colocá-las: por cima ou por baixo do músculo?

A escolha do local depende de alguns fatores que veremos a seguir, e também trazem vantagens e desvantagens para ambas as opções.

Mas antes de mais nada, vou explicar a diferença entre as duas técnicas.

Quando as próteses são colocadas abaixo da glândula mamária e acima do músculo, denominamos de subglandular. Já quando elas são implantadas abaixo do músculo, usamos o termo submuscular.

Vamos ver agora alguns prós e contras de cada técnica:

Abaixo do músculo:

A colocação das próteses abaixo do músculo é indicada quando se é muito magra, com pele muito fina e pouca mama, pois o tecido muscular ajuda a dar cobertura para as próteses. Muitas pessoas acreditam que por estar “sustentada” pelo músculo, as próteses e as mamas sofrem menos ação da gravidade e ficam mais firmes por mais tempo. É um mito. Isso não é totalmente confiável uma vez que o músculo não cobre toda a prótese, cerca de 25 a 30% dela ficam “fora” do músculo e justamente na parte que mais interessa: a porção inferior, onde queremos uma maior sustentação e suporte. Uma das vantagens da técnica é cobrir e esconder as possíveis irregularidades ou deformidades dos implantes e deixar as suas bordas menos aparentes. Se os implantes são de qualidade superior este risco é muito baixo. Como exemplo posso citar que nos Estados Unidos essa é a técnica mais utilizada porque os implantes lá são preenchidos com soro fisiológico, o que freqüentemente causa irregularidades na superfície das próteses. Uma desvantagem é que a ação do músculo sobre o implante pode deslocá-lo no período de pós-operatório, fazendo-o mudar de lugar e muitas vezes causando uma diferença muito grande de um lado para o outro. Outra situação que pode acontecer é os implantes acompanharem os movimentos da musculatura peitoral e “dançarem” ou se “movimentarem” para cima e para baixo. Além disso, a queixa de dor no pós-operatório costuma ser mais freqüente neste tipo de técnica, portanto o repouso deve ser redobrado.

Abaixo da glândula mamária:

A recuperação para a cirurgia que coloca as próteses logo abaixo da glândula mamária é mais tranquila que a anterior. Essa é uma boa opção para quando se tem uma pele de boa qualidade e uma mama de boa consistência que “protege”e “sustenta” as próteses. Uma vantagem da técnica é que o risco de deslocamento do implante após a operação é menor. Quando é utilizado um implante de boa qualidade com contornos sem irregularidades e consistência suave, este tipo de técnica pode propiciar um resultado mais natural.

Uma terceira opção: técnica subfacial

Um pouco do melhor das duas! A fáscia ou aponeurose é uma camada de tecido fino, firme e muito resistente que recobre o músculo. Nessa opção, o implante é colocado abaixo da glândula, mas entre o músculo e essa camada chamada fáscia. A vantagem aqui é que unimos as vantagens das outras duas técnicas: uma camada a mais para proteger, dar firmeza e sustentação ao implante com um resultado mais natural. Por esse motivo esta é a opção técnica que costumo utilizar mais nas minhas pacientes.

Deixe um comentário
Você também pode gostar
Cuidados essenciais no pós-cirúrgico de Aumento das Mamas
+
Cuidados essenciais no pós-cirúrgico de Aumento das Mamas

  Como qualquer cirurgia, o aumento das mamas requer diversos cuidados no pós-operatório que devem ser seguidos rigorosamente para alcançar um bom resultado ...

29 de outubro de 2019
Quanto custa uma cirurgia plástica?
+
Quanto custa uma cirurgia plástica?

Para saber o valor de uma Cirurgia Plástica, você precisa passar por uma avaliação presencial com um Cirurgião Plástico especializado. Essa consulta é ...

13 de agosto de 2019
Quanto tempo antes devo planejar uma cirurgia plástica?
+
Quanto tempo antes devo planejar uma cirurgia plástica?

Como planejar a cirurgia plástica e com qual antecedência realizar esse planejamento para que ela seja mais bem-sucedida? É muito difícil falar em quanto tempo ...

28 de setembro de 2019