Você é daquele tipo de mulher que se sente insatisfeita com os pneuzinhos que insistem em marcar a blusa? Ou ainda daquele tipo que por mais que malhe pesado na academia e mantenha uma alimentação saudável, nunca consegue eliminar de vez aquela barriguinha? Saiba que esse sofrimento com a gordura localizada atinge muitas mulheres, simplesmente porque existem partes do corpo que absorvem gordura com mais facilidade e, infelizmente, removê-las é mais difícil do que ganhá-las.

Talvez a lipoaspiração, que é o procedimento para eliminar as tais gordurinhas localizadas, seja o que você está procurando.

 

As regiões que podem passar por esse procedimento são aquelas que possuem acúmulo natural de gordura, como:

 

 

 

Região da barriga

Nessa região é possível afinar a cintura retirando a gordura do abdômen e dos flancos, que são as partes laterais da barriga que ficam salientes e por fora da calça.

 

Região das costas

É possível eliminar a gordura da parte superior das costas e dos flancos que se estendem até a região lombar.

 

Região do pescoço

O submento, que é a parte debaixo do queixo conhecida como papada, também pode ser lipoaspirado para proporcionar uma aparência mais magra e mais jovem.

 

Região das pernas

Essa região inclui as coxas, mais especificamente a parte interna, o culote, que é a gordura acumulada na lateral do quadril e no início das coxas, e os joelhos (somente a parte da frente).  Remover o excesso de gordura nessa região promove um visual mais definido quando se vestem roupas um pouco mais justas ou calça jeans.

 

Região dos braços

A lipo na parte superior e interna dos braços, próxima às axilas, pode ser realizada para eliminar a gordura que balança quando o braço é levantado, conhecida popularmente como “tchauzinho”. Nessa região há também uma parte chamada mama axilar ou acessória, que na realidade é a gordura que sai pelas laterais do sutiã, abaixo das axilas e na lateral das mamas.

 


 

Porém, é preciso compreender que a verdadeira intenção da lipoaspiração é remover a gordura localizada que não é eliminada com dietas nem com atividades físicas, melhorando o contorno do corpo para deixá-lo mais definido e escultural. Ela não tem como objetivo o emagrecimento e não pode ser vista como tratamento para obesidade, por exemplo. Justamente por isso, é recomendado que quando a paciente for realizar a cirurgia, ela esteja próxima ao peso ideal ou no máximo 30% acima. Essa recomendação existe porque há um limite de gordura a ser retirado, que é de 5 a 7% do volume total. Se a quantidade de gordura for maior do que se pode retirar, dificilmente o resultado será satisfatório.

 

Caso a pessoa tenha interesse em realçar alguma parte do corpo, ela também pode realizar a lipoescultura, que consiste na utilização de parte da gordura retirada como enxerto. É importante ressaltar que mesmo que se torne mais difícil engordar no local operado, a gordura ingerida pode afetar outras partes do corpo, deixando-o desproporcional. Portanto, ser saudável é fundamental para obter sucesso na cirurgia e nos resultados, e é possível conseguir isso seguindo uma dieta balanceada, praticando exercícios físicos e até mesmo realizando procedimentos estéticos que visam melhorar e manter o contorno corporal, como a drenagem linfática.

 

Entre em contato e agende sua consulta, aqui você tem a garantia de ser atendida por um cirurgião plástico especializado:

 

 

 

18 99751-2538 ligação ou whatsapp

Share