Hospital de Cirurgia Plástica
(18) 99751-2538 (18) 3323-5600
28 de setembro de 2019

Quanto tempo antes devo planejar uma cirurgia plástica?

Como planejar a cirurgia plástica e com qual antecedência realizar esse planejamento para que ela seja mais bem-sucedida?

É muito difícil falar em quanto tempo exatamente levará o planejamento da cirurgia plástica visto que diversas etapas devem ser cumpridas e podem ocorrer em ritmos diferentes para cada pessoa.

Pensando nisso a seguir apresentamos um planejamento considerando as principais etapas que devem ser cumpridas pelo paciente visando um resultado mais satisfatório.

 

Como planejar a cirurgia plástica?

O planejamento da cirurgia plástica está diretamente relacionado aos resultados que serão obtidos e envolve desde os recursos financeiros até os cuidados no pós-cirúrgico.

Afinal, de nada adianta conseguir o dinheiro para realizar o procedimento, mas não poder se afastar do trabalho pelo período necessário.

 

Decisão pela cirurgia plástica

O primeiro quesito é a decisão pela cirurgia. Você precisa ponderar se está disposta a investir nisso e se submeter a todos os passos seguintes.

Além de pensar no “eu quero” reflita sobre condições financeiras, físicas e emocionais antes de realizar uma intervenção cirúrgica.

 

Financeiro

Está decidida? Então é o momento do planejamento financeiro, que inclui economizar para a cirurgia plástica.

Lembre-se que, em geral, os convênios médicos não cobrem procedimentos estéticos e é preciso pensar nos custos relacionados à equipe médica, internação, anestesista, cirurgião plástico, prótese (quando necessário) etc.

Nunca escolha o profissional pensando apenas na questão financeira. Garantir a qualidade e segurança do procedimento é essencial para um resultado satisfatório.

 

Escolha do médico e consulta

Essa é uma das etapas mais importantes do planejamento, pois a escolha do cirurgião plástico é essencial para que as etapas seguintes ocorram bem e dentro do planejado. Avalie critérios como:

  • formação e especialização do profissional;
  • se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP);
  • experiência na cirurgia plástica desejada;
  • avaliação e satisfação de outros pacientes;
  • realização de cursos e participação em eventos da área.

Analisando esses critérios você se certifica de escolher um profissional mais qualificado. Em seguida, agende a consulta e também avalie a disposição e atendimento do médico nesse momento.

Uma boa relação entre médico e paciente é essencial para que você sinta-se mais confortável e seja honesta durante as consultas.

 

Informações sobre o procedimento

Considere tanto as informações previamente obtidas sobre o procedimento estético desejado como também o que o médico informar na primeira consulta. Em geral, alguns tópicos que devem ser abordados nessa conversa incluem:

  • quais são as mudanças estéticas que o procedimento pode atender;
  • como é conduzida a cirurgia;
  • quais cuidados serão necessários no pré e pós-operatório;
  • quais as restrições da recuperação;
  • quais os riscos associados ao procedimento.

Esses temas devem ajudar você a verificar se o seu planejamento anterior realmente está alinhado com o que é possível.

Por exemplo, a partir da avaliação o cirurgião plástico pode recomendar a perda de alguns quilinhos antes de uma lipoaspiração, visando mais segurança no procedimento e melhores resultados.

Nesses casos, o tempo para que seja possível agendar a cirurgia seja um pouco maior do que o esperado inicialmente, mas é essencial confiar no profissional escolhido nesse tipo de indicação.

 

Alinhamento das expectativas

O diálogo com o cirurgião plástico também permite atender outra etapa do planejamento, o alinhamento das expectativas.

Explicar qual é a insatisfação, porque ela ocorre e o que você deseja obter com a cirurgia plástica é fundamental para que não haja frustração com o procedimento esperando que ele faça mais do que a própria técnica viabiliza.

 

Realização dos exames

Uma etapa essencial no planejamento da cirurgia é a realização dos exames. Eles revelam se você está realmente apta fisicamente para passar por um procedimento cirúrgico. Entre os exames inclusos estão:

  • hemograma;
  • coagulograma;
  • glicemia de jejum;
  • dosagem de ureia e creatinina no sangue;
  • dosagem de anticorpos;
  • exame de urina;
  • exame cardíaco;
  • exame de imagem, quando solicitado.

Também é importante informar ao médico sobre doenças prévias ou não controladas como hipertensão, diabetes, arritmia e outras.

 

Cuidados pré-operatórios

Os cuidados pré-operatórios incluem revisão de hábitos e preparo para a cirurgia, como interromper uso de tabaco um mês antes, interromper o uso de medicamentos anticoagulantes, entre outros informados pelo médico.

Além disso, incluem também os cuidados específicos para o dia da cirurgia, como jejum de líquidos e sólidos. Conhecer previamente essas recomendações e preparar-se para elas é fundamental no planejamento.

 

Tempo de recuperação

Um item indispensável no planejamento é avaliar o pós-operatório e tempo de recuperação. Você terá alguém para ajudar no momento de repouso? Poderá ficar afastada do trabalho?

Portanto, o planejamento da cirurgia plástica envolve uma série de questões que devem ser avaliadas previamente pelo paciente que opta por esse tipo de tratamento estético.

 

Se você quer estar com seu corpo pronto para o verão, deve considerar os seguintes prazos longe do sol:

Mamoplastia / Redução de Mamas / Mastopexia: após 2 meses.

Ginecomastia: após 2 meses, com filtro solar FPS 60

Abdominoplastia: após 2 meses

Lipoaspiração: após 40 dias

Rinoplastia: após 30 dias

Otoplastia: após 40 dias

Blefaroplastia/Ritidoplastia: após 2 meses, com filtro solar FPS 60

 

Já fez alguns passos e quer agendar sua consulta? Vamos lá então, nos envie um whatsapp: (18) 99751-2538

Deixe um comentário
Você também pode gostar
Cuidados essenciais no pós-cirúrgico de Aumento das Mamas
+
Cuidados essenciais no pós-cirúrgico de Aumento das Mamas

  Como qualquer cirurgia, o aumento das mamas requer diversos cuidados no pós-operatório que devem ser seguidos rigorosamente para alcançar um bom resultado ...

29 de outubro de 2019
Pálpebras sem marcas
+
Pálpebras sem marcas

Segundo censo da SBCP, publicado em 2016, a retirada de bolsas e pele na região da pálpebra, conhecida como blefaroplastia, é o procedimento no rosto mais ...

18 de junho de 2019
Colar a orelha do bebê com esparadrapo diminui a “orelha de abano”?
+
Colar a orelha do bebê com esparadrapo diminui a “orelha de abano”?

Não! Hábito ainda pode provocar irritações ou infecções na pele do bebê. É só o bebê nascer com a orelha um pouco mais saltada para fora que, logo na ...

27 de julho de 2019